Publié par : manuelsds | 27 avril 2011

António « Pistoleiro » Carrapatoso – Um homem do capital ao serviço do PSD

Sponsors do Compromisso Portugal – Clica para aumentar a imagem

O PSD de Passos Coelho gosta de António Carrapatoso. Carrapatoso é o homem das iniciativas « independentes da sociedade civil », como o movimento Compromisso Portugal ou o Mais Sociedade. António Carrapatoso – homem que sabe fugir ao pagamento de 740.000€ de IRS (provocando a caducidade da dívida) – é o exemplo sob o qual se reunem gestores e administradores das grandes empresas e bancos para criar Think-Tanks em Portugal, à imagem dos Think-Tanks americanos. A elite económica e financeira prepara propostas para o país que colocarão ainda mais a economia ao seu serviço. É o dividir para reinar.

António Carrapatoso sempre foi homem de altos cargos: Ex-Administrador da Quimigal do Grupo CUF; Ex-Presidente do Conselho de Administração da Colgate Palmolive Portuguesa; Ex-Administrador do Banco Essi do Grupo Espírito Santo; Ex-Membro do Conselho Editorial do Diário Económico; Presidente do Conselho de Administração da Vodafone.
Em 2004 foi criado o « Compromisso Portugal ». Este era um grande fórum dos interesse onde os altos representantes da banca e das multinacionais deram mais força à divisão e colonizaçãoda economia do país (ver em cima a imagem dos Sponsors da iniciativa). O « Compromisso Portugal » foi lançado e liderado por António Carrapatoso. A iniciativa « independente e da sociedade civil »  juntava os representantes das grandes empresas e linha ideológica neo-liberal. Juntavam-se a ele (entre outros) António Mexia (EDP), António Nogueira Leite (PSD), Alexandre Relvas (PSD), António Horta Osório (Grupo Financeiro LLoyds), ou Joaquim Goes (administrador do BES também presente no Mais Sociedade).
Em 2011, Passos Coelho cria uma nova iniciativa « totalmente autónoma » para a qual escolhe o mesmo António Carrapatoso – « Mais Sociedade ». A iniciativa junta novamente ex-governantes, administradores de bancos e grandes empresas sob um signo de independência casta. Segunto Carrapatoso «O Mais Sociedade , uma iniciativa independente, autónoma da sociedade civil para dar contributos de ideias e propostas para Portugal, correspondeu a um desafio do presidente do PSD nesse sentido». Podemos encontrar novamente as grandes figuras políticas e económicas neo-liberais: Joaquim Goes (BES), João Duque, ou Daniel Bessa.  

As grandes empresas e bancos organizam-se para recuperar tudo o que a luta de quem trabalha lhes conseguiu retirar. Hoje o país está a voltar para trás e só a força da rua pode voltar a recuperar o que se vem perdendo. Cada pessoa faz falta à grande manif do 1º de Maio, porque a tua, a nossa, força é precisa para mudar a balança dos direitos sociais.
Achas mesmo que mais horas de trabalho e menos direitos vão melhorar a economia e desenvolver o país?

Aparece, 1 de Maio, Largo Camões, 13h
Publicités

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s

Catégories

%d blogueurs aiment cette page :